Em Caruaru, 23 presos da Penitenciária Juíz Plácido de Souza estão com Coronavírus

PUBLICIDADE

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), juntamente com a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), destacam que, em virtude da epidemia pelo novo coronavírus (Covid-19), implantaram um conjunto de medidas para garantir atenção à saúde das pessoas privadas de liberdade no sistema prisional do Estado. Neste sentido, a SES-PE elaborou a Nota Técnica com o objetivo de orientar as equipes e os profissionais de saúde sobre o papel do serviço no manejo e controle da infecção.

Em relação à penitenciária de Caruaru, 23 casos positivos foram registrados. Todos estão em isolamento na unidade. Outros 5 estão em investigação, também isolados.

As pessoas privadas de liberdade que apresentem sintomas gripais são acompanhadas diariamente pelos profissionais de saúde das Equipes de Atenção Primária Prisional (EAPPs) da SES/PE. Caso ocorra agravamento dos sintomas, são encaminhadas para assistência em unidade de referência da Rede de Atenção à Saúde (RAS). A Secretaria Estadual de Saúde ainda pontua que os reeducando sintomáticos fazem parte do grupo para as testagens para Covid-19.

A SES-PE e a Seres informam, ainda, que estão desenvolvendo um processo contínuo de capacitação para os profissionais de saúde das EAPPs e policiais penais, com o objetivo de preparar estes técnicos para o adequado acolhimento. Além disso, desde o início da epidemia a SES-PE ampliou o funcionamento das Unidades Básicas de Saúde Prisional, garantindo a população privada de liberdade o atendimento necessário durante os finais de semana e feriado. Estas ações viabilizam o reconhecimento precoce e controle de casos suspeitos para a infecção humana pelo novo Coronavírus (Covid-19) na saúde prisional de Pernambuco.

DADOS – Até agora, foram confirmados, laboratorialmente, 173 casos da doença em pessoas privadas de liberdade, sendo 11 mulheres e os demais homens. Os pacientes têm idades entre 18 e 80 anos.

Dos 173, 115 já estão recuperados, 4 vieram a óbito e os demais estão em isolamento.

Além disso, outras 59 pessoas privadas de liberdade com sintomas gripais estão sendo monitoradas em áreas isoladas de suas respectivas unidades.

PUBLICIDADE