Secretaria de Turismo promove balanço das ações do Prodetur no Estado

PUBLICIDADE

Os mais de 5,6 milhões de turistas que chegaram a Pernambuco em 2017 – ano recorde de movimentação turística no Estado – foram atraídos também pelo fortalecimento da estruturação do turismo. Além das ações turísticas, em prol do lazer e dos esportes, o Governo de Pernambuco, por meio da pasta da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, investiu na infraestrutura dos destinos do Estado. Através do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), por meio do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, foram realizadas mais de 50 obras, capacitações e projetos.

A parceria possibilitou investimentos em ações para o turismo de Pernambuco R$ 127 milhões, só nos últimos três anos. Os dados foram apresentados pelo secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras, durante o lançamento do livro Prodetur e Pernambuco: Exemplo de uma parceria de sucesso”.

Durante a solenidade, realizada nesta quinta-feira (5) no novo módulo do museu Cais do Sertão, foram destacados projetos executados pelo programa. Entre 2015 e 2018, mais de 60% do Prodetur foi executado. O percentual representa um aumento de mais de 20% do total executado entre 2010 e 2014. A partir de 2015, ações emblemáticas começaram a sair do campo dos projetos. Foram executadas a construção do módulo dois do Cais do Sertão, no Recife, o teleférico de Bonito, a Enoteca de Lagoa Grande, o Boulevard da Avenida Rio Branco, também no coração do Recife, e o Eixo Estruturador Cicloviário.

Em Fernando de Noronha foram atendidos dois pedidos antigos do trade local, sendo eles a requalificação de 18 ruas e da usina de compostagem, que contribuiu para uma melhora significativa no tratamento do lixo do arquipélago.  No litoral, foram recuperados os fortes Orange, em Itamaracá, e Santo Inácio, em Tamandaré. Em Igarassu, a Casa do Artesão e o Museu da Cidade também foram equipamentos contemplados. Agora, os serviços estão sendo finalizados no Mercado Eufrásio Barbosa, em Olinda. Até o encerramento do programa, em junho de 2018, 54 obras terão sido entregues à população.

“Os sete anos de atuação do Prodetur Nacional no Estado marcaram um período de desempenho ímpar no turismo local. Pela primeira vez na história, Pernambuco é destaque internacional entre os estados do Brasil no respeito aos prazos e entregas das obras previstas pelo Programa. O reconhecimento do BID é um impulso firme para a continuação dos investimentos do Governo em infraestrutura turística”, destacou o secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras.

CAIS DO SERTÃO – Nesta quinta-feira, também foi apresentado o novo módulo do Cais do Sertão. A obra está na fase de acabamento, com instalações elétricas e hidráulicas sendo implantadas. O projeto prevê a construção de um edifício de 5,5 m², com auditório, salas para exposições temporárias, restaurante, café e espaços de ambientação e convivência. Com a finalização das obras, até o fim deste mês de abril, o equipamento se transformará em um Centro Cultural. O investimento total na construção do Módulo II é de R$ 25,4 milhões, com de recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

PUBLICIDADE