Presidente do BNDES deixa cargo e vai disputar o Planalto

PUBLICIDADE

Talita Fernandes – Folha de S.Paulo

O presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, pediu demissão do cargo nesta  última terça-feira (28) ao presidente Michel Temer, justificando o calendário eleitoral. Filiado ao PSC, Rabello pretende disputar a Presidência da República pela legenda. “Penso em me engajar politicamente, sempre contando com seu consentimento e apoio”, escreveu em carta apresentada a Temer.

Pela legislação eleitoral, ocupantes de cargos do executivo que não estejam disputando reeleição devem se desincompatibilizar até 7 de abril.

Na carta de duas páginas, Rabello faz diversos elogios ao governo e menciona a Ponte para o Futuro, programa com diretrizes econômicas lançado por Temer quando ainda ocupava a Vice-Presidência.

O Palácio do Planalto ainda não definiu quem ocupará a presidência do BNDES após 31 de março, quando o cargo ficará vago.

Nos bastidores, o atual diretor de Planejamento do banco, Carlos da Costa, é um dos nomes que tem se colocado para o cargo. Ele é ex-estagiário de Rabello na consultoria RC Consultore e chegou ao banco com o apoio do atual presidente.

Outro postulante, que conta com o apoio do Ministério da Fazenda, é o do secretário de Acompanhamento Fiscal, Mansueto Almeida.

PUBLICIDADE